quinta-feira, dezembro 2

IN VINO VERITAS

A verdade está no vinho... Essa é uma antiga frase romana afirmando que ao beber, as pessoas falam a verdade. A campanha contra os vinhos com rótulos sobre Hilter Mussolini e outras personalidades dúbias na Europa, apenas alavancou as vendas do produto. Bélgica e Alemanha tentam proibir os rótulos (não o vinho) e todos correm para comprar. O mais curioso é que essa "novidade" chegou ao mercado em 1995 (ninguém deu importância) quando o vinicultor Alessandro Lunardelli, começou a produção com Hitler nos rótulos após o sucesso dos vinhos com Mussolini na Itália. Lunardelli já está milionário e diz que a publicidade gratuita está fazendo toda a série de vinhos o maior sucesso no Natal europeu: "Ser processado foi a melhor coisa que me aconteceu", declarou da sede da empresa em Udine, Itália, perto da fronteira com a Áustria. Local que os brasileiros logo vão identificar se lembrarmos do time de futebol Udinese, onde Zico foi parar. O slogan para venda dos vinhos de Hitler e outras personalidades nazistas é "Um Povo, Um Império, Um Líder". Na Itália, a promotoria falhou em provar que ele divulgava o fascismo com o vinho de Mussolini e Lunardelli não foi condenado. Também são oferecidas garrafas com rótulos com Karl Marx, Chê Guevara, Lenin e Stalin. "É estranho que que Stalin tenha matado 15 milhões de pessoas mas não há problemas quanto a sua garrafa, enquanto pelos rótulos de Hitler e Mussolini eu fui parar nos tribunais", finaliza Lunardelli. Posted by Picasa