terça-feira, julho 26

Assassino de Theo van Gogh condenado

da BBC Brasil

A Justiça da Holanda condenou nesta terça-feira o militante islâmico Mohammed Bouyeri, 27, à prisão perpétua pelo assassinato do cineasta Theo Van Gogh (descendente do famoso pintor), em 2004.

Bouyeri, que tem dupla cidadania(holandesa e marroquina), fez uma confissão durante o julgamento e afirmou que, se tivesse a chance, faria tudo de novo.

O cineasta holandês Theo Van Gogh foi morto em plena luz do dia, com tiros e uma facada, quando pedalava a caminho do trabalho. Ele fez um filme criticando a maneira como as mulheres são tratadas nas sociedades islâmicas. O crime chocou a Holanda e a Justiça determinou que foi um ato terrorista.