terça-feira, janeiro 10

Empresa vende "capacetes nazistas" para Copa

(Terra - EFE) - 10 de janeiro de 2006

Capacete "Venha, Holanda, Venha" é um dos mais vendidos

De olho na Copa de 2006, a empresa Free Time Products começou a comercializar capacetes tipo nazista na cor laranja, a da seleção holandesa, em que estão escritos slogans como "Ao ataque", "Vamos lá" e "Venha, Holanda, venha".

A empresa holandesa oferece o produto pela Internet, e seu design reproduz o que era empregado pelos soldados alemães na Segunda Guerra Mundial. A empresa vendeu 15 mil unidades em menos de duas semanas, a um preço de R$ 13,50 cada um.

Os autores da idéia afirmam que se trata de "uma piada" que tem por objetivo "estimular os jogadores holandeses e provocar os alemães", e acrescentaram que até agora não receberam muitos comentários negativos.

"O capacete é um produto lúdico e não tem significado político", especificou a empresa, segundo a qual "a Segunda Guerra Mundial terminou há 60 anos e a maioria dos alemães já não tem nada a ver com aquela geração que apoiava Hitler".

No entanto, a Federação Holandesa de Futebol já deu a entender que a comercialização desse capacete "não é um sinal de bom gosto".

"Infelizmente, não podemos empreender ações jurídicas, porque não há símbolos nem slogans protegidos nos capacetes", lamentou o porta-voz da federação.

O clube oficial de torcedores da seleção holandesa também se distanciou da iniciativa. "Nós queremos a amizade, e não evocar a guerra".