sexta-feira, janeiro 27

Hamas tem maioria com 76 cadeiras

O grupo terrorista Hamas obteve 76 assentos do Parlamento palestino nas eleições legislativas. Já o movimento Fatah, do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, conquistou 43 cadeiras. Cerca de 78% dos 1,3 milhão de eleitores cadastrados participaram da votação. O primeiro-ministro Ahmed Qorei anunciou sua renúncia para que o movimento islâmico Hamas forme um novo governo.

Assim que recebeu a notícia da vitória do Hamas, o presidente dos EUA, George W. Bush, foi enfático ao reiterar que se nega a negociar com o grupo terrorista. Na mesma linha está o governo israelense que, em nota divulgada ontem, foi categórico: "O Estado de Israel não negociará com um governo palestino em que haja uma organização terrorista armada que defenda a destruição de Israel".

No entanto, o presidente de Israel, Moshé Katsav, não descarta uma possível negociação entre seu país e o Hamas, desde que o movimento islâmico abandone as armas e exclua definitivamente sua intenção de eliminar Israel. "Se o Hamas se encaminhar em direção à paz, poderemos avançar".