segunda-feira, janeiro 2

Israel é é anti-islâmico por natureza

O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, continua com suas investidas contra Israel, acusando o país de "anti-islâmico por natureza" e surgido de uma "limpesa étnica na Europa". No seu discurso de domingo, ele declarou que "...os europeus praticaram uma política de limpesa étnica contra os judeus em seu continente e os expulsaram de todos os países... Mataram dois pássaros com um só tiro: construiram um território judeu no meio das nações islâmicas e se desembaraçaram dos judeus de toda a Europa... O regime sionista é uma parte da Europa que se desprendeu do continente e é anti-islâmico por natureza"

Compare este discurso iraniano (e os anteriores) com o recente de Chávez. A verdade não importa. As linhas do Revisionismo foram cruzadas e deixadas para trás de uma forma alucinante. Quando Ahmadinejad fala "Europa", está falando de Alemanha e seus aliados, de países ocupados pelos nazistas e dos países que lutaram contra o nazismo - e venceram - atribuindo o Holocausto a todos eles. Cria sem a mínima consideração histórica uma expulsão dos judeus da Inglaterra, da União Soviética e de outros países como se ela tivesse ocorrido. Faz parecer que não há comunidades judaicas nos países europeus atualmente.